Pitfalls

    O que realmente é Estratégia?

    A estratégia empresarial é uma disciplina bastante jovem e, ainda assim, possuiu diversos significados ao longo de sua curta vida. A verdade é que hoje executivos e empresários a usam livre e cotidianamente, sendo considerada um dos pontos mais importantes de suas atribuições. Porém, na grande maioria das vezes, não conseguem delimitar o que de fato é estratégia e o que não é.

     

    O termo estratégia é bastante influente e sempre que utilizado traz uma aura mística e intangível para a discussão, mas o que ele realmente significa?  É bem possível que você se surpreenda com a quantidade de definições existentes e também com a diversidade de situações em que a palavra é aplicada. Não há um significado único, claro e predominante de estratégia, muito menos consenso sobre como formular uma.

     

    Dessa maneira, não é de admirar que muitos gestores e empreendedores tenham dificuldades para definir o que é estratégia e ainda mais para encontrar maneiras de formular estratégias vencedoras. Quando uma organização obtém êxito, parece que foi fruto do acaso com uma pitada de sorte inexplicável. Mas não é!

     

    Na realidade, estratégia refere-se a tomadas de decisões específicas para ter sucesso no ambiente competitivo em que a organização atua.  Deste modo, uma estratégia requer a realização de escolhas explícitas – para fazer algumas coisas e não outras –   e estabelecer um padrão de negócio por detrás delas.

     

    Em resumo, estratégia é uma escolha.

     

    Neste sentindo, em seu livro ‘O Processo da Estratégia’, Mintzberg define que a Estratégia Realizada por uma organização é fruto da união da execução de escolhas previamente planejadas – Estratégia Deliberada – com decisões que surgem espontaneamente no dia-a-dia da gestão e convergem para um padrão – Estratégia Emergente.

     

    estrategia

     

    Contrariando o senso comum de muitos gestores, as Estratégias Emergentes não são necessariamente ruins, nem as Estratégias Deliberadas são sempre boas. A primeira significa controle zero, a segunda aprendizado zero. Nenhuma estratégia vencedora é puramente deliberada nem totalmente emergente. Independente do modelo de negócio adotado é preciso combinar esses dois conceitos para que a organização tenha alguma capacidade de prever e possua um norte a ser seguido, porém reagindo a eventos inesperados e aproveitando oportunidades.

     

    Se estratégia fosse algo fácil, todas as organizações seriam bem-sucedidas, mas elas não são. Tomar decisões é tarefa difícil, uma vez que é natural desejar manter possibilidades em aberto o maior tempo possível, em vez de restringir caminhos fazendo escolhas explícitas.

     

    É bastante comum que executivos e empresários permitam que aquilo que é urgente sobrepuje o que de fato é importante.  Porém é somente através de realização de escolhas que você poderá vencer, elas o libertam para focar no que realmente importa.

     

    No fim das contas, o que importa é vencer! Organizações de sucesso escolheram vencer em vez de apenas jogar. Mesmo que não haja um consenso sobre o que estratégia realmente significa, é consenso que toda organização que almeja ter sucesso necessita de uma estratégia e que vencer deve estar no centro dela. Somos mais eficientes quando estabelecemos objetivos e metas. O papel fundamental da estratégia é justamente este: resolver as grandes questões para permitir que pessoas cuidem dos pequenos detalhes.

     

    A Redirection é especialista na elaboração e implantação de estratégias vencedoras, conheça nossos serviços de Gestão Estratégica.

     


    Veja Também:

    Diego Albuquerque
    Diego Albuquerque

    Graduado em Administração de Empresas pela UFPR. MBA em Gestão Financeira, Controladoria e Auditoria pela FGV. Fluente em Inglês. Possui vasta experiência na elaboração de Planejamento Estratégico e na implementação de Balanced Scorecard. Participa ativamente em reuniões de conselho de empresas.